Descubra Gênova… e a Ligúria!

Categorias
Gastronomia

Corochinato: a história da bebida típica de Gênova

Você já ouviu falar do Corochinato? É a bebida típica de Gênova, ideal para tomar no happy hour. Semelhante ao barolo chinato piemontês, o Corochinato é um vinho branco aromatizado criado mais de 100 anos atrás, em 1886.

O Corochinato, também chamado carinhosamente de Asinello, é um vinho branco aromatizado que nasceu a partir de uma receita típica genovesa.

Esta bebida típica de Gênova é aromatizada com especiarias e ervas aromáticas, destacando-se a quina calissaia, que dá um sabor levemente amargo e da qual deriva o nome Corochinato (lembre-se que a pronúncia é “coroquinato”). Mas a quina não é a única, pois são utilizadas dezesseis ervas e especiarias, como o absinto, genciana, cardo, tomilho, orégano, canela, todos ingredientes naturais dosados ​​de acordo com uma fórmula que não mudou nem mesmo uma vírgula desde 1886 até hoje. 

bebida típica de Gênova
O rótulo.

A história do Corochinato, a bebida típica de Gênova

No final do século XIX, a moda era criar os chamados vermutes ou “quinatos”, ou seja, vinhos aromatizados com quina. Eles tinham propriedades digestivas, serviam para preparar o sistema “digestivo” para a refeição. Praticamente um híbrido entre um drink e um remédio!

A receita passou por várias mãos, mas há cerca de 30 anos a vinícola Allara detém a marca.

Originalmente usava-se o vinho de Coronata, mas visto que ele hoje em dia é raro, atualmente se utiliza o Piemonte Cortese. Da contração das duas palavras, Coronata e quina, nasce o nome “Corochinato”. No rótulo há um burrinho carregando dois cestos com as garrafas de vinho dentro e ao lado dele um homem em trajes tradicionais, chamado Paciugo (ele é protagonista de uma lenda de Gênova). E depois há o farol de Gênova com os barcos, daí percebe-se que é um produto tipicamente genovês.

Características do Corochinato

Como escrevi anteriormente, o Corochinato é um vinho branco com infusão de muitas ervas, incluindo dois tipos de absinto, o pôntico e o romano. Portanto, o perfume lembra imediatamente o do vermute clássico, de Martini Bianco. Em vez disso, o sabor é muito diferente, menos doce, mais seco, com um sabor residual típico deste tipo de bebida, aquele amargo dado pela quina.

Pode ser bebido no happy hour ou como digestivo, após as refeições.

Sendo um produto natural, vinho branco e verde, sem conservantes, pode ser a base de muitos tipos de coquetéis. Ele é perfeito se servido fresco, para realçar as ervas, ou ainda simples com limão, acompanhado por um pedaço de focaccia e azeitonas.

Na cozinha, pode ser usado para flambar ou dar gosto a peixe ou carne branca.

bebida típica de Gênova

Onde provar o Corochinato?

Quando estiver por aqui, não deixe de provar esta bebida típica de Gênova. Você a encontrará facilmente nos bares históricos da cidade, aqueles tradicionais dos carruggi, as vielas do centro antigo de Gênova. Um deles é a Bottiglieria della Marchesa (Via di Canneto Il Lungo, 78). Custa pouco e ainda vem acompanhado com pedacinhos de focaccia!

Por Renan Sousa

Comilão de nascença e amante do futebol.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.