Descubra Gênova… e a Ligúria!

Categorias
Curiosidades

Cristóvão Colombo: de Gênova para o mundo

Além do pesto, Gênova tem outro bem conhecido “produto de exportação”: o famoso explorador Cristóvão Colombo nasceu aqui, em 1451.

Pelo menos é o que o próprio Colombo sempre mencionou durante sua vida. Por exemplo, ele deixou claro em seu testamento que Gênova era seu local de nascimento. Além disso, ele também deixou apenas pertences de amigos desta cidade.

Colombo tinha muito carinho por sua cidade natal. Durante uma de suas viagens, ele escreveu a um banqueiro espanhol: “Embora meu corpo esteja aqui, meu coração está sempre lá (em Gênova)…”

 

Dúvidas sobre as origens de Cristóvão Colombo

Apesar disso, muitas pessoas duvidavam de suas origens. De fato, no século XX, vários pesquisadores hipotizaram que Colombo havia mentido sobre sua terra natal. Dessa forma, uma verdadeira batalha explodiu sobre as raízes desse explorador.

Casa de Colombo
Ruínas da casa de Colombo, em Gênova. Foto: WikiCommons

 

Alguns pesquisadores afirmam que Colombo era descendente de catalães. Segundo outros, ele era filho de um nobre bizantino que vivia em Quios, hoje pertencente à Grécia, mas naquele tempo sob a administração de Gênova. Enfim, um terceiro grupo de pesquisadores acredita que Colombo é da vila de Cuba, no Alentejo, em Portugal. Dessa forma, ele teria nomeado a ilha de Cuba em homenagem ao seu local de nascimento.

No entanto, os italianos fazem tudo o que podem para provar que Gênova é realmente o local de nascimento de Colombo. Felizmente, além das próprias palavras de Colombo, também existem fontes independentes que mencionam Gênova como seu local de origem. Por exemplo, existe um ato notarial de 1496, no qual três irmãos Colombo comprometem-se a pagar um terço da quantia que um deles precisa para uma viagem à Espanha para conhecer Cristóvão Colombo, almirante do rei da Espanha.

Também foi encontrada uma troca de cartas entre os banqueiros e genoveses sobre o legado de Colombo, nas quais o navegador menciona claramente sua herança genovesa.

Portanto, não há dúvida entre historiadores especializados sobre sua origem, nem entre os próprios genoveses. Eles orgulhosamente mostram a casa onde nasceu Colombo, assim como a enorme estátua em sua homenagem.

 

Monumento a Cristóvão Colombo em Gênova

Na segunda metade do século XIX, foi erguido um monumento ao  filho mais conhecido da cidade de Gênova. Ele olha para o mar e se apóia em uma âncora, uma virgem nua – América – com touca de penas aos seus pés. As inscrições diziam:

Obra de numerosos artistas, o monumento teve uma gênese conturbada: a primeira pedra foi lançada em 1846 e depois 15 anos se passaram antes de ser concluída.

cristovao colombo
Monumento a Cristóvão Colombo, em Gênova

Suas primeiras fundações foram colocadas no centro da Piazza Acquaverde, mas depois houve um progresso que afetou o local: a ferrovia tinha que ser construída e acreditava-se que nosso Cristóvão Colombo lá no meio teria sido um obstáculo, então decidiu-se colocá-lo no local onde ainda vemos isso agora.

Ele descobriu um novo mundo e
conectou ao antigo para benefício eterno.
Para Cristóvão Colombo
A pátria

O que será que levou Colombo embora de Gênova? Curiosidade, inquietação, insatisfação com a situação da sua vida? Nunca saberemos a resposta, mas a pergunta permanece intrigante…

 

Para salvar no Pinterest

Por Paulo Silva

Olá, eu sou o Paulo, metade genovês e metade brasileiro. Venha descobrir essa cidade incrível comigo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.